Tokyo Mew Mew Portugal
Yosh pessoas. 8D
Bem-vindo ao Tokyo Mew Mew Portugal, onde pode arranjar informação sobre o anime e mangá. ^^
Registe-se e divirta-se, todos são aceites e nós não mordemos. ;3

Tokyo Mew Mew Portugal

Um forum para todos os fans de Tokyo Mew Mew!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Fanfic - Babystting é DIFÍCIL

Ir em baixo 
AutorMensagem
KishigoFan
Ringo
Ringo
avatar

Feminino Número de Mensagens : 7
Idade : 24
Pontos : 2749
Reputação : 0
Data de inscrição : 23/08/2010

MensagemAssunto: Fanfic - Babystting é DIFÍCIL   Qua Nov 03, 2010 1:14 am

Aqui está um one-shot de TMM xD é comédia e romance!

Sumário: Kisshu é forçado a tomar conta da sua sobrinha de seis anos que é uma pestinha! Mas quando ela foge...Kisshu suplica a ajuda de Ichigo, conseguirão os dois tomar conta da pestinha e sobreviver??
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Babysitting é DIFÍCIL



Era um dia como tantos outros em Tóquio, bem normal...nem por isso, pelo menos para cinco raparigas que tinham de trabalhar num café até mesmo no Verão! Ichigo, Mint, Retasu, Pudding e Zakuro tinham acabado de fechar o café após mais um dia de duro trabalho e tiveram de ficar a limpar até ser bastante tarde.



"Muito bem meninas, bom trabalho. Podem ir para casa" disse Ryou, as cinco raparigas atiraram-se para cima das cadeiras completamente estoiradas e suspiraram de alívio, até Mint que raramento fazia alguma coisa e Zakuro que normalmente tinha de sair mais cedo por causa das suas sessões fotográficas tiveram de ficar até ao último minuto a trabalhar. As cinco mews mudaram de roupa e foram-se embora. Ichigo e Retasu caminhavam juntas para casa.



"Aiiiiii que dia mais cansativo! Pensava que não ia sair dali viva!" resmungou Ichigo



"É verdade, hoje foi um dia bastante árduo mas creio que é por ser Verão" disse Retasu, Ichigo suspirou...o dia no café tinha sido bastante cansativo para todas as mews mas para a mew gatinha ainda não tinha acabado, era mesmo muito tarde e ela tinha-se esquecido de ligar aos seus pais a avisar que ia chegar mais tarde a casa por isso o mais provável era que mal ela pusesse um pé dentro de casa o seu pai ia começar a ralhar com ela por chegar a estas horas mas ainda havia outra coisa à sua espera para além do raspanete...provavelmente a esta mesma hora, no seu quarto, à sua espera estaria um certo alien de cabelo esmeralda, olhos dourados e orelhas pontiagudas à sua espera, para a irritar tal como todos os dias...



"Bem vejo-te depois de amanhã, Ichigo" disse Retasu e virou para uma outra direcção que a levaria à sua casa



"Adeus, Retasu!" disse Ichigo antes de voltar a tomar o seu caminho para casa com um sorriso na cara, sorriso que à medida que ela se aproximava de casa se desvanecia do seu rosto pois ela sabia o que estaria à sua espera mal entrasse em casa...e assim que o fez...



"IIIICHHHHIIGGGGOOOOOO!!!"



"Gomenasai otou-san...tive trabalho extra no café e esqueci-me de ligar a avisar..." disse ela enquanto se arrastava escadas acima, respondendo imediatamente à pergunta que o seu pai lhe iria fazer assim que parasse de berrar o seu nome.



"Shoto matte, minha menina! Ainda não acabei!" ralhou Shintaro



"Otou-san...estou muito cansada, só quero ir tomar um banho e dormir, não tenho energia para discutir..." murmurou Ichigo



"Como é que eu sei que tu estiveste a trabalhar até estas horas e não a namorar por aí?!"



"Se não confias em mim, liga ao Ryou agora se me dão licença vou tomar um banho e vou dormir..." disse Ichigo assim que voltou a subir as escadas, não queria tocar muito no assunto de "namorar".



"Demo-!"



"Shintaro deixa-a em paz" ralhou Sakura



"Humph"



Ichigo tomou um bom e relaxante banho durante algum tempo; ela fechou os olhos e afundou-se na água quente do banho enquanto que a sua cabeça descansava sobre a borda da banheira. Algum tempo depois ela começou a sentir frio e saiu do banho, secou o corpo, colocou o seu pijama e caminhou até ao seu quarto. Estava demasiado cansada para fazer o quer que fosse, até mesmo falar, ela só queria estirasar-se na cama e dormir para sempre e visto que amanhã era o seu dia de folga no café, estava a planear relaxar o dia inteiro. Mas assim que abriu a porta...



"Koneko-chan!"



'Já devia saber...' pensou Ichigo, por momentos ela tinha-se esquecido completamente do alien que estaria à sua espera no quarto...ela fechou a porta do quarto para evitar que os seus pais ouvissem a voz do rapaz e rastejou até à cama, tentando ignorar o alien que flutuava apenas alguns centimentros acima da sua cama. A rapariga de cabelo de morango nem lhe disse uma única palavra, o que foi bastante estranho para Kisshu já que por esta altura ela estaria a gritar com ele e a dizer-lhe coisas como "Deixa-me em paz!" ou "Vai-te embora!".



"Hum...Koneko-chan, daijobu?" perguntou Kisshu quando viu Ichigo a deitar-se na cama sem lhe dirigir uma palavra que fosse, a agir como se ele nem estivesse ali.



"Só quero dormir, Kisshu..." murmurou ela



"Awww o loirinho fez-te trabalhar até tarde foi?" disse ele a tentar provoca-a mas ela estava demasiado cansada para responder às tipicas provocações do rapaz, quando Kisshu deu conta Ichigo já estava na terra dos sonhos, a dormir profundamente, ele flutuou mais perto dela para verificar se ela estava mesmo a dormir e apercebeu-se que era mesmo verdade, ele ficou a olhar para ela durante algum tempo, os seus olhos suavizaram perante tal visão, um sorriso quente e doce apareceu-lhe no rosto. O rapaz puxou os cobertores sobre o corpo da gatinha e beijou-lhe a cabeça.



"Boa noite, gatinha" disse ele antes de se teletransportar para fora do seu quarto e de volta à sua nave.



---------------------------------------------------------------------------------------



Kisshu teletransportou para dentro da sua nave e Taruto, assim que viu, levantou-se do seu lugar e caminhou até ao seu amigo.



"Tens uma visita, Kisshu. Está à tua espera no teu quarto."



"Uma visita? Hum..."



Kisshu caminhou pelo corredor até chegar à porta do seu quarto, abriu a porta e assim que entrou Taruto esboçou um leve sorriso maldoso no rosto, Pai apenas ficou a olhar para a porta do quarto de Kisshu antes de olhar para o seu irmão mais novo. (Para quem não sabe sim eles são mesmo irmãos e o Kisshu é irmão adoptivo)



"Custava-te muito teres-lhe dito quem é que lá estava?"



"He he he porque quero ver a reacção dele quando a vir e mais se eu lhe dissesse que era ela que lá estava, tenho a certeza absoluta que ele não se atreveria a por um pé no quarto"



--------------------------------------------------------------------------------------



Kisshu entrou no quarto e fechou a porta atrás de si, assim que voltou a olhar para dentro do quarto deparou-se com uma rapariga, alta, cabelo esmeralda como o dele que lhe chegava até aos tornozelos, olhos rosa que eram um pouco mais claro do que os olhos de Ichigo quando se transformava, e orelhas grandes e pontiagudas como as dele. Estava vestida com roupas pretas, tanto a camisa como a saia que lhe tapava os pés eram pretas. Assim que reconheceu a mulher que estava no seu quarto, a pele pálida de Kisshu virou azul.



"Ah Otouto, finalmente chegaste" disse ela com um sorriso doce na cara



"A-Am-Amethyst?! O q-que é que estás aqui a fazer?!" disse Kisshu, ainda azul e recusando-se a mexer do lugar onde estava, Amethyst era a irmã mais velha de Kisshu e este ficava sempre a tremer que nem gelatina cada que estava sozinho com ela, sim a sua irmã assustava-o bastante, por fora podia agir como uma mulher doce e angélica mas quando ele ficava sozinho com ela...a sua atitude mudava completamente e tornava-se numa pessoa assustadora, para Kisshu ela conseguia ser mais assustadora que o próprio Deep Blue ou até mais assustadora que 10 Ichigos todas juntas zangadas com ele! Sim, Amethyst conseguia por vezes ser o diabo em pessoa, ela treinou juntamente com Kisshu antes de ele ter sido escolhido para vir à Terra e ele lembrava-se perfeitamente como ela era nos treinos, não eram boas memórias...até Pai mostrava um pouco de receio quando estava perto dela.



"Oh nada só queria ver como é que o meu irmãozinho estava...tu sabes coisas desse tipo. Não te vejo à algum tempo."



"S-Só passaram dois m-meses, Amethyst..." murmurou Kisshu



A batalha entre as mews e os aliens tinha acabado à três anos e os três aliens partiram para trazer a Aqua Azul para o seu planeta para curá-lo. Mas há dois meses atrás, os três decidiram voltar à Terra e passarem algum tempo com as mews, voltaram mais por insistência de Kisshu que queria voltar a ver a sua gatinha.



"Só dois meses? Oh céus, pareceu-me uma eternidade..."



"Mana vai directa ao assunto..." disse Kisshu, tentando agir normalmente o que não durou muito tempo pois a mulher começou a caminhar até ele o que fez com que Kisshu se colasse cada vez mais à parede. De repente o sorriso doce na cara de Amethyst desapareceu e foi substituido por uma cara assustadora e sombria e aproximou-a da face de Kisshu que estava completamente coberta em suor.



"Amanhã vais ficar a tomar conta da Selena, o dia todo, venho buscá-la amanhã quando foi de noite e deixo-a aqui de madrugada, fui C-L-A-R-A...?"



"T-Transparente, o-onee-sama..."



"Óptimo, oh e mais uma coisa...se lhe acontecer alguma coisa..."



"Não lhe vai acontecer nada, juro pela minha vida!"



"Espero bem que sim, então...adeuzinho otouto" disse Amethyst ao voltar a colocar a sua doce face e abandonar o quarto do irmão, assim que esta saiu, ele deixou-se cair ao chão, ainda sentia o seu coração a bater fortemente e o seu corpo a tremer...



"Adeus Pai, Taruto"



E foi-se embora, ambos Taruto e Pai olharam um para o outro



"Não o ouvi gritar, achas que está morto...?" perguntou Taruto



"Morto não...traumatizado sim..." respondeu Pai



"TAAAAAAARRRUUTTTOOOOOO!!!" a voz de Kisshu fez eco por toda a nave após alguns minutos de silência, Taruto engoliu seco



"É contigo, pequeno" disse Pai ao voltar a ler o seu livro



"O quê?! Vais-me deixar entrar ALI DENTRO com a fera?!"



"Foste tu que escolheste não lhe dizer quem estava o quarto, não eu agora arca com as consequências..."



"Está tudo acabado! É hoje que vou morrer! Ainda nem tive oportunidade de fazer a Pudding chorar!" murmurou Taruto enquanto se preparava para fugir a sete pés de um Kisshu furioso...



-------------------------------------------------------------------------------------------



Na manhã seguinte, apenas Pai estava acordado por volta das onze da manhã e ambos Kisshu e Taruto estava num sono pesado. Taruto estava ainda a recuperar do jogo 'foge-o-mais-depressa-possível-do-Kisshu' de ontem à noite que só acabou quando Pai interviu enquanto Kisshu estava apenas nos seus dias em que queria ficar o dia inteiro enfiado na cama mas isso não ia acontecer por muito mais tempo...o jovem alien sentiu alguém a agitar-lhe o braço, tentando despertá-lo do seu sono de pedra mas ele recusou-se e apenas virou as costas à pessoa que o estava a tentar despertar, uma e outra vez a pessoa tentou acordá-lo mas nada parecia funcionar por isso como se costuma dizer 'Não vais a bem, vais a mal' e foi isso que aconteceu, em pouco segundos Kisshu tinha sido atingido com uma dúzia de almofadas (De onde é que sairam tantas almofas? XD).



"Mas que raio pensas que estás a fazer Taruto?!" berrou Kisshu ao levantar-se mas depressa se apercebeu que quem o tinha acordado com a chuva de almofodas não tinha sido Taruto mas uma pequena rapariga de cabelo loiro, quase branco, comprido e atado com um laço, olhos rosa e vestida com roupas parecidas às de Kisshu só que estas eram brancas e rosa, um sorriso doce na sua face enquanto os seus braços estavam escondidos atrás das suas costas, aparentava ter por volta de uns 6 anos.



"S-Selena"



"Olá oji-san" disse a pequena, Kisshu estava prestes a perguntar-lhe porque razão estava ali quando se lembrou da visita surpresa que a sua irmã lhe tinha feito e da "ordem" que esta lhe tinha dado de hoje tomar conta da sua filha, ele pensava que a visita tinha sido apenas bem real mas ao ver Selena na sua frente apercebeu-se que tinha sido bem REAL. Ele suspirou ao aperceber-se que este dia não ia ser fácil, Selena não era propriamente um anjo, pode-se dizer que herdou isso da sua mãe, está bem talvez não era assim tão ruim mas continuava a ser uma pestinha e uma menina mimada de seis anos e Kisshu não sabia exactamente como lidar com crianças...



"A Selena quer brincar com o oji-san" disse ela



"Mas é tão cedo Selena..." disse Kisshu ao bocejar e voltar a deitar-se sobre a cama com um olhar cansado e preguiçoso estampado na sua cara.



"Mas a Selena quer brincar com o oji-san agora!" ordenou a menina



"Que tal jogarmos ao jogo 'Deixa-o-tio-dormir-mais-umas-horas'...?" disse Kisshu num tom de mau humor e sem mexer um único músculo da cama, Selena amuou, cruzou os braços e olhou muito zangada para o tio.



"Não tens piada! A Selena vai dizer à mamã que o oji-san não quer brincar com ela!" ameaçou Selena, Kisshu rapidamente levantou-se quando Selena mencionou a sua irmã.



"Está bem, está bem eu brinco contigo mas não digas nada à tua mãe, por favor!"



"Yayy!"



"Está bem...ao que queres brincar...?"



'Ai meu deus que ela não escolha brincar às princesas outra vez...' pensou ele com um olhar sofredor



"A Selena quer ir lá abaixo e ver o Planeta Azul!" disse a menina enquanto apontava para a janela do quarto do seu tio de onde se conseguia ver a Terra.



'Se ela mete um pé lá em baixo vai arranjar sarilhos!'



"E que tal brincarmos a outra coisa?"



"Não! A Selena quer ir brincar para o Planeta Azul!"



'Que miúda mais mimada...'



"Mas o Planeta Azul é demasiado perigoso para uma menina tão pequena como tu"



"Não! A Selena quer ir brincar para o Planeta Azul, AGORA!" gritou ela e após isso teletransportou-se, Kisshu arregalou os seus olhos dourados ao aperceber-se do que tinha acabado de acontecer, ela tinha acabado de se teletransportar para a Terra e SOZINHA e isto não era bom, nada mesmo! Rapidamente ele saltou da cama e correu para fora do quarto.



"Pai! Temos um grande problema!"



"O que foi?"



"A Selena foi para a Terra sozinha!"



"NANI?!?!"



"A Amethyst vai dar cabo de mim se lhe acontecer alguma coisa! Tenho de a encontrar e rápido!"



"Eu fico aqui para o caso de ela voltar"



Kisshu assentiu e dirigiu-se para a Terra mas assim que o fez, embateu em alguém e ambos cairam ao chão.



"G-Gomenasai não estava a olhar por onde andava!" disse a pessoa



"Não faz mal, e-Koneko-chan?!"



"K-Kisshu?!"



Rapidamente puseram-se de pé



"O que é que estás aqui a fazer?! Porque é que te teletransportas-te à minha frente?!" gritou ela



"D-Desculpa eu estava com pressa!" disse Kisshu



"Estás aqui para causar problemas?! Porque se estás eu j-"



"S-Shoto matte, Koneko-chan! Não estou aqui para causar problemas, só estou à procura da minha sobrinha de seis anos!"



"Sobrinha? Tu tens uma sobrinha desde quando?"



"Desde à seis anos atrás mas não por muito tempo se eu não a encontrar rapidamente..."



"Espera...tu perdeste-a?"



"Bem...sim...?"



"Kisshu!"



"O que é?"



"Como é que se perde uma criança de seis anos de vista?!"



"N-Não foi bem culpa minha, ela é muito mimada e quando lhe disse que ela não podia vir aqui, ela ficou zangada comigo e fugiu!"



"Oh por amor de deus!"



"Hum...Koneko-chan...?"



"O que foi...?" perguntou ela, não estava a gostar muito do tom de voz dele...o que estaria a planear?



"Será que podes...ajudar-me...a procurá-la...?"



"Tu...queres que te ajude?"



"Sim! Onegai! A minha irmã mata-me se alguma coisa lhe acontecer e se ambos a procurarmos podemos encontrá-la mais depressa, por favor!" disse ele quase de joelhos e com olhinhos de cachorro abandonado, uma gota apareceu na cabeça de Ichigo e esta olhou para ele como se ele fosse um maluco



"Está bem, está bem eu ajudo-te mas por favor pára de fazer essas figuras! Pareces um sem-abrigo a pedir esmola!"



"Obrigada, obrigada, obrigada Koneko-chan!" disse ele ao abraça-la



"Sim de qualquer maneira não tenho mais nada para fazer...agora larga-me!" ele assim o fez e Ichigo pôs-se a pensar



"Se eu fosse uma menina de seis anos qual seria o primeiro lugar onde eu me ia enfiar...Hum...Oh! Já sei! Parques! Os miúdos dessa idade adoram parques!"



"Mas não há carradas desses em Tóquio?"



"Sim mas tal como tu disseste se procurarmos os dois havemos de encontrá-la mais rapidamente agora só preciso de saber como te 'contactar' caso a encontre" disse ela



"Chama-me e eu venho" disse ele e ela assentiu em resposta, ambos separaram-se e seguiram caminhos diferentes, Kisshu sobrevoava a maior parte dos parques de Tóquio enquanto Ichigo corria pelos parques mais próximos da zona onde ela estava e que ela conhecia.



"Mou! Devia ter perguntado ao Kisshu como é que ela é! Espera...mas o que é que eu estou para aqui a dizer?! Só tenho de olhar para as orelhas dela!" disse ela, sentindo-se como uma parva naquele momento. Foi aí que ela viu um grupo de crianças entre os 10 e 12 anos de idade a correrem na sua direcção, assustados!



"Não se aproximem daquele parque! Uma miúda esquisita e assustadora está lá!" disse um dos miúdos ao passar por Ichigo que parou de correr ao ouvir aquilo



"Espera...miúda esquisita e assustadora? Ohhhh não só pode ser ela!" disse Ichigo e começou a correr desalmadamente na direcção do parque de onde tinha visto os miúdos a correrem, quando lá chegou deparou-se com duas meninas, uma loira, olhos rosa, roupas iguais às do Kisshu mas rosa e brancas e com orelhas pontiagudas a lutar com uma outra de cabelo castanho por causa de uma boneca de pano.



"Ai ai, tenho de as parar antes que elas rasguem a boneca em dois ou pior! Antes que a sobrinha do Kisshu magoe aquela miúda!" exclamou Ichigo e correu na direcção das duas meninas para tentar pará-las.



"Meninas! Parem de lutar!"



"Não! A boneca é minha e esta miúda esquisita apareceu do nada e tentou tirar-ma!" gritou a pequena, Selena respondeu



"A Selena não é esquisita e a Selena quer brincar com a boneca agora! Dá-me a boneca agora sua humana insignificante!"



"Meninas parem, vão acabar por estragar a boneca!"



"Cala-te sua velha!" gritaram as duas ao mesmo tempo, uma marca vermelha apareceu na cabeça de Ichigo ao ser chamada pelo mesmo nome que Taruto lhe chamava



"Grr...Kisshu! Põe o teu traseiro alienígena aqui IMEDIATAMENTE!" gritou ela e voltou a entrar em acção para tentar separar as duas crianças, poucos segundos depois Kisshu apareceu no ar e deparou-se com a cena, os seus olhos arregalaram-se. Ichigo continuava a tentar separar as duas crianças sem magoar nenhuma delas ou dar um final infeliz à boneca que já não aguentava muito mais. O jovem alien flutuou até às três e agarrou Selena pela cintura e separou a sua sobrinha da rapariga humana, a boneca estava quase rasgada mas acabou por ficar nas mãos da outra menina que rapidamente saltou dos braços de Ichigo e fugiu daquelas pessoas esquisitas. Selena continuava a lutar para escapar dos braços do seu tio.



"Larga a Selena, oji-san!" berrou ela



"Só se me prometeres que não te vais meter em mais problemas ou fugir de mim outra vez!"



"Humph! Oji-san é mau!"



"Chama-me o que quiseres mas não te vou largar enquanto não prometeres que não voltas a fugir, entendido minha menina?"



"Está bem...a Selena promete..."



"Tens a certeza?"



"Sim! Agora larga a Selena oji-san!" gritou ela, Kisshu largou a menina mas manteve sempre um olho nela e depois olhou para Ichigo.



"Obrigada por me ajudares a encontrá-la"



"Não foi nada...ano...queres que eu te ajude a tomar conta dela até a tua irmã a vir buscar?" perguntou Ichigo, Kisshu surpreendeu-se



"A sério? Queres ajudar-me?" perguntou ele ainda surpreendido, Ichigo simplesmente encolheu os ombros



"É o meu dia de folga no café e não tenho mais nada de jeito para fazer!" disse ela, Kisshu sorriu-lhe



"Claro, seria óptimo"



"Oji-san quem é esta velha?" perguntou Selena, uma gota apareceu na cabeça de Ichigo e esta tentou forçar um sorriso, Kisshu olhou para a sua sobrinha alarmado e tirou uma nota para mais tarde dar cabo de Taruto por lhe ter ensinado tal palavra



"Não lhe chames isso, Selena! O nome dela é Ichigo, ela é minha amiga e eu quero que a trates com respeito entendido?" disse ele e Selena simplesmente encolheu os ombros



"Desculpa Ichigo, ela não fez por mal"



"Não faz mal...de qualquer maneira já estou mais ou menos habituada a isso já que o Taruto chama-me sempre isso" disse ela e ao mesmo tempo estava surpreendida quando Kisshu disse à sua sobrinha que ela era sua AMIGA em vez de lhe dizer que ela era a sua gatinha como sempre dizia. Ela afastou esses pensamentos da sua mente e focou-se em pensar em algo para entreter a pequena durante o dia todo.



"Bem...o que podemos fazer, quero dizer...algo que não seja perigoso para nós se é que me entendes" disse Kisshu enquanto olhava para Ichigo e depois para Selena que continuava amuada e de braços cruzados.



"Já sei! Podemos ir ao parque de diversões!" sugeriu Ichigo



"O que é um parque de diversões?" perguntou Selena, Ichigo sorriu



"Já que estás assim tão curiosa então vamos mesmo!" disse ela, Kisshu olhou para ela



"Não te importas?" perguntou ele, Ichigo assentiu e sorriu-lhe, ele sentiu a sua cara a ficar vermelha mas rapidamente recuperou e retribuiu o sorriso.



"Mas primeiro vamos à minha casa buscar qualquer coisa que cubra as vossas orelhas, os meus pais não estão em casa por isso não há problema"



"Oh pois" disse Kisshu e teletransportou-se a ele e às duas raparigas para dentro da casa de Ichigo já que nenhum dos dois adolescentes queria que mais ninguém ficasse olhar para as orelhas de Kisshu e Selena, este ficou sempre a segurar a mão da pequena para impedir que esta escapasse enquanto Ichigo procurava no seu armário alguma coisa para os dois aliens vestirem.



"Vistam isto" disse ela ao atirar umas calças e duas camisas para cima da sua cama, Kisshu pegou nas calças e olhou para ela confuso



"Como é que as calças tapam as nossas orelhas?" Ichigo riu-se



"Tonto, mudem de roupa e as camisolas têm as suas capuzes por isso dá para tapar as vossas orelhas" Kisshu ainda estava confuso e olhou para as suas roupas



"O que há de errado com as nossas roupas?"



"Oh sim Kisshu, uma camisola pequena com mangas que parecem balões e que mostra a tua barriga e quase metade do teu peito, calças que também parecem balões e com fitinhas a esvoaçar por aí é defenitivamente o que as pessoas usam hoje em dia..." disse ela sarcasticamente, Kisshu fez biquinho



"Ah pois esqueci-me que vocês humanos têm aquela coisa da "Moda"..." disse ele, Ichigo riu-se enquanto caminhava para fora do quarto



"Desçam quando estiverem prontos eu vou preparar alguma comida para nós levarmos" e com isso ela abandonou o quarto, Kisshu ficou ainda algum a olhar para as suas roupas e continuava a perguntar-se o que tinham de mal mas acabou por mudar de roupa e vestir as calças e a camisola que Ichigo lhe tinha dado, Selena simplesmente ficou ali de braços cruzados.



"Selena muda de roupa" disse Kisshu assim que tinha acabado de mudar de roupa e viu a sua sobrinha ali sem mexer nem um dedo, a pequena só lhe deu um 'humph' e virou-lhe as costas.



"Não" uma marca vermelha apareceu na cabeça de Kisshu enquanto ele tentava mater-se calmo



"Selena não vou repetir...muda de roupa agora"



"A Selena não quer vestir roupas feias"



'Ai agora é que é! Estou pela ponta dos cabelos com esta pirralha!' pensou Kisshu



Poucos segundos depois e lá em baixo tudo o que Ichigo ouvia eram gritos da menina e barulhos como se alguém tivesse acabado de ser atirado para o chão, uma gota surgiu na sua cabeça, sabia perfeitamente o que estava a acontecer lá em cima mas não conseguiu evitar perguntar a si mesma se as pessoas do lado de fora estavam a ouvir os gritos e a pensarem que eles estavam a matar a criança...



'Meus deus se o Kisshu agir desta maneira com os seus filhos no futuro...vou ter pena deles...mas a Selena é teimosa...heh! E o Kisshu também! Deve ser defeito de família!'



E enquanto pensava isto tinha acabado de colocar as sandes e os sumos dentro da mala que ia levar para o parque de diversões, Kisshu desceu enquanto segurava a mão de Selena com força, a pequena tinha agora as outras roupas vestidas e continuava a lutar para se soltar da mão do seu tio.



"Já estamos prontos, Ichigo" disse Kisshu enquanto punha os capuzes na sua cabeça e na de Selena, Ichigo assentiu e colocou a mala às costas.



"Vamos então!" Kisshu sorriu e teletransportou-os para uma zona discreta e não muito longe da entrada do parque de diversões. O grupo caminhou até à entrada e Ichigo comprou os bilhetes, depois entraram no parque. Selena olhava à sua volta curiosa, os seus olhos rosa olhavam para as enormes atracções do parque, algumas assustavam-na, outras chamavam-lhe mais atenção.



"Onde vamos primeiro?" perguntou Ichigo, Kisshu olhou em volta mas também não se conseguia decidir



"Não sei, há tanta coisa por aqui que não consigo decidir"



"Temos muito tempo para andar em tudo...oh já sei! Podemos deixar a Selena decidir primeiro!" Kisshu simplesmente encolheu os ombros e os dois adolescentes olharam para a pequena.



"Então onde queres ir?" Selena olhou em volta e não respondeu durante algum tempo até que apontou para onde queria ir primeiro.



"Ali!" Kisshu e Ichigo seguiram o dedo da pequena alien para verem que o lugar que ela tinha escolhido para irem primeiro era nada mais, nada menos que a Casa Assombrada...Ichigo virou azul e quase se passou, ela podia ter mudado bastante nesses últimos três anos mas continuava a odiar casas assombradas, assustavam-na bastante e faziam sempre as suas orelhas e cauda de gato aparecerem. Kisshu tentou conter o seu riso ao ver a cara de Ichigo.



"Vamos lá Oji-san! A Selena quer entrar naquela casa esquisita!" disse a pequena enquanto puxava o jovem para dentro da casa, Kisshu sabia perfeitamente o quão Ichigo odiava casas assombradas mas achava muito engraçado a maneira como ela agia quando tocava a fantasmas e coisas do género e ele queria vê-la a passar-se por isso sem hesitação agarrou a mão da mew rosa e os dois foram arrastados por Selena para dentro da casa.



"Kish quando sairmos daqui eu vou-te MATAR por me arrastares para aqui!" reclamou Ichigo, Kisshu riu-se ao ouvir isto, ela já se estava a passar e eles mal tinham começado a explorar a casa, Ichigo agarrou a mão do alien com força para impedir que se perdesse como da última vez quando esteve aqui com Masaya à três anos atrás.



"Tem calma Ichigo, não há nada aqui assustador" disse ele e Ichigo penetrou-o com o olhar



"Não há nada aqui assustador?! Tu podes não estar assustado meu menino mas tu SABIAS perfeitamente o quanto eu odeio casas assombradas mas ainda assim tu TINHAS de me arrastar cá para dentro não tinhas?!" Kisshu revirou os olhos e abanou a cabela, Selena tal como o seu tio não achava a casa muito assustadora.



"Ichi-chan vá lá, ambos tivemos cara a cara com a morte à três anos atrás...vais-me dizer que é mais assustador entrar numa casa com coisas falsas do que enfrentar o Deep Blue?" disse o alien, Ichigo estava surpreendida mas sabia lá no fundo que ele tinha razão, lutar contra Deep Blue tinha sido muito mais assustador do que entrar numa casa assombrada onde tudo era falso enquanto aquela trágica batalha tinha sido MUITO real...



"Creio que tens razão...e Kish?"



"Sim?"



"Ichi-chan?" perguntou ela ao recordar-se no novo nome que ele lhe tinha chamado, Kisshu riu-se



"Bem eu pensei que não gostava muito que eu te chamasse gatinha por isso decidi mudar para apenas o diminutivo do teu nome" Ichigo corou um pouco, ele estava agir de certa forma diferente...



Pouco tempo depois os três sairam da casa assombrada e para sua própria surpresa, Ichigo não sentia vontade de vomitar ou de desmaiar como da outra vez e esteve sempre com a mão ligada à de Kisshu.



"Estás bem, Ichi-chan?" perguntou ele, ela assentiu enquanto se tentava habituar ao novo nome.



"Onde é que vamos a seguir?" perguntou ele, Ichigo olhou para o seu relógio de pulso e viu que estava quase na hora de almoço, ela voltou-se para os dois aliens



"Está quase na hora de almoço por isso é melhor irmos andar nas coisas mais rápidas antes de comermos ou vamos acabar por vomitar tudo cá para fora" Kisshu sorriu abertamente, ele tinha a certeza que ele não vomitaria nada pois já tinha feito coisas piores do que apenas algumas voltinhas no ar mas acabou por concordar com a mew rosa, não queria que ela ficasse doente quando se estavam a divertir tanto. Os três foram andar nas atracções mais "selvagens" e quando tinham acabado, Ichigo voltou a olhar para o relógio e viu que já passava das duas da tarde.



"Bem ignorámos mesmo o tempo, já passa da hora de almoço por isso acho que é melhor comermos antes de continuarmos, Kish" disse ela, o grupo encontrou um lugar para se sentarem e comerem algo, Ichigo tirou da mala que trouxe as sandes e os sumos, ao principio a pequena alien olhou para a comida com um olhar suspeito e até a cheirou para ter a certeza que não era veneno até finalmente dar a primeira dentada, Ichigo riu-se ao ver que a menina tinha gostado do sabor da comida e começou a devorar a sandes.



"Aqui tens a tua, Kish" disse ela ao dar-lhe a sua sandes



"Não tenho muita fome, Ichi-chan" disse ele, Ichigo arqueou uma sobrancelha, tinha a certeza que ele lhe estava a mentir com todos os dentes que tinha



"Oh a sério?"



"A s-" ele nem conseguiu acabar de falar porque a sua barriga fez um barulho enorme, a gatinha explodiu em risos e a pele pálida de Kisshu virou vermelha até à raiz dos cabelos, estava tão vermelho quanto o cabelo ruby de Ichigo e ele só lhe apetecia encolher-se até estar do tamanho de um rato e fugir, Selena também se riu o que o fez ficar ainda mais vermelho...se isso era possível...



"Está bem...talvez esteja com um pouco de fome..." disse ele ao tomar a sandes e comer em silêncio, Ichigo parou de rir e começou a comer a sua sandes também. O dia continuou e eles andaram em todos as atracções que tal como Ichigo tinha dito, eles tiveram tempo para andar em tudo. Eram quase sete da tarde quando eles foram andar na última atracção, a Roda Gigante, Selena estava a olhar para fora da janela enquanto Kisshu e Ichigo permaneceram sentados nos bancos.



"Oji-chan, nós conseguimos voar mais alto que isto não conseguimos?" perguntou Selena, Kisshu riu-se ao ouvir a pergunta da sua sobrinha quando a resposta era óbvia



"Claro que sim mas tal como eu te disse, não vamos usar os nossos poderes até sairmos daqui" a criança amuou e virou-se outra vez para o vidro mas nada vez ou nada disse para protestar o que surpreendeu ambos Kisshu e Ichigo, eles estavam à espera que ela começasse a fazer outra birra tal como tinha feito na maior parte daquele dia, quando lhe disseram que não podia andar em certas coisas por causa da sua idade. Kisshu acabou por concluir que ela devia estar a ficar cansada até para reclamar.



A volta rapidamente acabou e eles sairam da atracção, Selena começou a bocejar e a esfregar os olhinhos, o sol já se estava a pôr quando os três abandonaram o parque, a criança já tropeçava nos próprios pés mas tinha a mão do seu tio como suporte.



"Parece que alguém está com sono" disse Ichigo, Kisshu olhou para ela confuso ao principio mas depois olhou para a sua sobrinha e viu-a a tropeçar no seu andar, ele sorriu e parou de andar para assim poder pegar a menina ao colo. Ela não protestou e simplesmente aconchegou a sua cabeça no ombro de Kisshu, ele voltou a andar e Ichigo sorriu perante a cena.



"Heh arigato Ichi-chan" disse Kisshu, Ichigo riu-se



"Não foi nada, já não ia a um parque de diversões à algum tempo"



"Não...eu não me estou só a referir só à ida ao parque...estou a falar de tudo o que fizeste hoje, por me teres ajudado a tomar conta da Selena, acho que não teria consigo fazer sem ti" Ichigo corou levemente e sorriu-lhe



"Tal como eu disse, não foi nada Kish"



"Nada? Heh tenho a certeza que tinha coisas bem melhores para fazer do que passar o dia todo com dois aliens..."



"O que te faz pensar isso?"



"Huh? Queres dizer..."



"Nope, não tinha nada melhor para fazer hoje" ela continuou a sorrir, Kisshu sentiu a sua cara a ficar vermelha mas tentou acalmar-se antes que ela repara-se.



"Oh eu pensei que tinhas visto que hoje era o teu dia de folga, pensei que ias ter um encontro com...ele" disse Kisshu sem se atrever a mencionar o nome do seu rival, Ichigo sorriu-lhe de certa forma triste e abanou a sua cabeça em negação o que o surpreendeu



"O Masaya e eu não estamos juntos..."



"N-Não estão...?"



"Não mas tenho a certeza que deves estar bastante feliz por isso huh?" Kisshu estava surpreendido e desviou um pouco o olhar, parte da sua pergunta estava certa mas outra não...



"Acho que devia estar Ichigo mas na verdade...não estou...não vou mentir, sim estou de certa forma feliz que tu e aquele...tipo não estejam juntos mas outra parte de mim...não está..."



"Como assim?" perguntou ela, confusa, o alien voltou a olhar para ela e sorriu-lhe tristemente



"Porque tu estás a sofrer...e eu não te quero ver a sofrer Ichigo" a gatinha tinha sido apanhada desprevenida por isto, ele não queria vê-la a sofrer...? Ela sentiu as suas bochechas arderem levemente.



"Ichi...se não for muito doloroso para ti lembrares-te...podias-me dizer porque é que já não estão juntos? Quero dizer...vocês pareciam tão felizes um com o outro..."



"Creio que preciso mesmo de desabafar, acredites ou não eu nunca contei a verdadeira razão aos meus pais ou aos meus amigos...acho que está na hora de parar de sofrer...isto aconteceu uns dois meses depois de vocês terem partido de volta para o vosso planeta, o Masaya recebeu uma carta a dizer que tinha sido aceite numa escola na América, estava muito feliz por ele mas outra parte de mim não estava...aconteceu no dia em que ele partiu, eu fui até ao aeroporto para me despedir dele, disse-lhe que lhe iria escrever e esperava que ele também me escrevesse, que lhe iria telefonar todos os dias e que estaria aqui à sua espera...foi aí que ele disse...que era melhor nós seguirmos caminhos diferentes...eu fiquei chocada e triste e perguntei-lhe se ele não me amava mais, ele respondeu que era por me amar que estava a dizer isto, eu não entendi mas ele disse 'Relações à distância nunca resultam bem, Ichigo...vai ser menos doloroso para nós se seguirmos caminhos diferentes desde já' e ele partiu depois disso...fiquei muito triste durante muitos meses mas finalmente percebi que ele tinha razão, e se ele se apaixonasse por outra pessoa enquanto estava fora? Ou se me acontecesse isso a mim? Seria mais doloroso a separação se assim fosse...relações não acabam bem quando a outra pessoa vive no outro lado do mundo..." Kisshu sentiu-se de certa forma triste ao ouvir isto e teria abraçado a mew rosa e comfortado-a se neste momento não estivesse a segurar nos braços a pequena Selena.



"Lamento ouvir isso...desculpa ter-te feito recordar essa má memória" disse ele tentando comfortá-la com as suas palavras o melhor que conseguia, Ichigo abanou a cabeça



"Não faz mal, eu precisava mesmo de desabafar isto tudo cá para fora e sinto-me muito melhor, obrigada Kish" Kisshu corou, ela estava a agradecê-lo?



"Bem se é esse o caso...não tens de quê"



"Agora posso ser eu a fazer-te uma pergunta?"



"Claro, chuta aí"



"Porque é que de repente paraste de me chamar 'gatinha' e 'Koneko-chan'?"



"Já te tinha dito Ichi, eu sei que tu não gostas que eu te chame gatinha por isso decidi parar" respondeu ele, Ichigo arqueou uma sobrancelha e olhou para ele



"O que foi?"



"O que é que estás a esconder? Tu nunca te preocupaste se eu gostava ou não que me chamasses por essa alcunha, continuavas sempre a chamar-se isso uma e outra vez e de repente decidiste parar?" Uma gota apareceu na cabeça de Kisshu e este começou a rir



"Está bem apanhaste-me Ichigo...é verdade é que...foste tão boa para mim hoje e eu sempre fui um idiota contigo, sempre a perseguir-te, a beijar-te de repente, a aparecer no teu quarto sem permissão...acho que já era altura de parar com isto...foste tão bondosa comigo, não só me ajudaste a encontrar a Selena, ajudaste-me a tomar conta dela o dia inteiro e isso significou muito para mim, por isso decidi parar de te tratar como se fosses um brinquedo e começar a tratar-te como uma verdadeira pessoa" disse ele, Ichigo estava surpreendida pelas suas palavras, este era um lado de Kisshu que ela jamais tinha visto.



'Nunca tinha visto este lado dele...creio que foi porque nunca lhe dei uma oportunidade antes...estava sempre tão cega com o Masaya que o ignorava por completo...'



"Eu também devia pedir desculpas, Kisshu" ele olhou para ela surpreendido



"Porquê?"



"Por te tratar como se fosses lixo, como se não tivesses sentimentos, como se não fosses nada...quero dizer é claro que estava zangada contigo por me teres roubado o meu primeiro beijo e por me tentares matar à três anos atrás mas tu também me salvas-te a vida duas vezes Kisshu...podias ter deixado o Pai ou o Deep Blue acabarem comigo mas não o fizeste, tu até morreste para me salvar e eu nunca te demonstrei o quão grata fiquei por isso...estava sempre tão obcecada com o Masaya que te ignorava sempre...quando tu voltaste à dois meses, eu continuava a tratar-te como se fosses nada, talvez porque ainda estava magoada pela partida do Masaya mas isso não me dava direitos para te tratar daquela maneira...achas que me consegues perdoar?" Kisshu estava mesmo surpreendido, ela estava a pedir-lhe desculpas? A ELE? O alien que tentou vezes sem conta acabar com a vida dela, das amigas e do namorado, que tentou conquistar Tóquio, que à três anos foi seu inimigo mortal?



"Claro que sim Koneko...quero dizer! Ichigo...se tu me perdoares também" Ichigo sorriu-lhe de verdade e ele retribuiu-o



"Desculpas aceites Kish e...a partir de agora eu dou-te permissão para me chamares 'Koneko' e 'Gatinha' mas só tu me podes chamar isso!"



"Entendido, gatinha!" ambos riram-se mas rapidamente se calaram quando Selena se mexeu durante o sono, com medo de despertarem a pequena os dois permaneceram calados o resto da viagem até chegarem a casa de Ichigo, os seus pais ainda não estavam em casa por isso eles entraram para o quarto dela sem problemas para que os dois aliens pudessem mudar de roupa. Enquanto Kisshu vestia as suas roupas normais, Ichigo entreteu-se a mudar as roupas de Selena para evitar olhar para o corpo de Kisshu.



"Hey Kish...desculpa se me estou a intrometer na tua vida e não tens de responder se não quiseres mas...porque é que tens tanto medo da tua irmã e porque é que a Selena é tão mimada?" Kisshu suspirou e enfiou a sua camisola de novo e sentou-se na cama de Ichigo onde Selena dormia profundamente.



"Suponho que não doer se te contar a história...começou tudo quando eu tinha treze anos, um ano antes de eu vir para a Terra, como tu sabes o meu planeta tinha condições horríveis, que graças aos céus está muito melhor desde que utilizamos a Aqua Azul e já não temos de viver debaixo da terra, de qualquer forma...o meu planeta tinha condições horríveis e os meus pais morreram quando eu e a Amethyst eramos muito pequenos, talvez eu tivesse apenas uns três anos não me consigo recordar muito bem...os pais do Taruto e do Pai adoptaram-nos e tomaram conta de nós. A Selena tinha apenas três anos de idade quando pai dela morreu com uma doença, ela não se recorda muito dele já que era tão pequena quando ele morreu mas a Amethyst...ela mudou completamente, costumava ser uma rapariga doce e alegre que amava a sua família mais do que tudo mas quando o marido dela morreu...ela mudou completamente...começou a ficar obcecada em ser uma das escolhidas na missão de vir à Terra e começou a treinar sem parar, esquecendo-se completamente que tinha uma filha de três anos para criar, os nossos pais adoptivos é que ficavam a tomar conta dela já que eu, o Pai e o Taruto erámos obrigados a treinar por sermos rapazes e quando o dia da escolha chegou...foi horrível...quandos eles me escolheram em vez dela para vir à Terra ela transformou-se numa pessoa com um coração de pedra, bloqueava tudo e todos e trancou os seus sentimos a sete chaves...comigo, ela começou a tratar-me como se eu não fosse o seu irmão mais novo, ela tratou-me como se eu fosse um traidor, acusou-me de manipular os mais velhos para ser eu o escolhido em vez dela e disse-me muitas mais coisas duras...pensei que ia ser apenas uma fase, que ela estava apenas zangada mas estava enganado, reparei que ela começou a dar tudo e a fazer todas as satisfações à Selena, se ela quisesse alguma coisa ela dava-lhe uma e outra vez para assim não ter que aturar a própria filha e foi assim que a Selena ficou mimada, eu começei a ter medo da minha própria irmã, ela até me tentou atacar diversas vezes só para me provar que ela era uma melhor lutadora que eu e que devia ter sido ela a ser escolhida em vez de mim...eu tinha medo dela e isso parecia agradá-la...muito..."



"Oh Kish...isso é horrível.."



"Eu sei...mas o que posso eu fazer? Ela é minha irmã, a minha irmã mais velha, o único membro de sangue que me restava da minha família...não queria virar-lhe as costas...talvez se tivesse recusado a missão em primeiro lugar, nada disto teria acontecido..."



"Não Kisshu, isso não é verdade!"



"Koneko-chan...?"



"A culpa não é tua Kisshu, foste escolhido por ela porque as pessoas que te escolheram viram com os seus próprios olhos que merecias o lugar mais que ela. A culpa não é tua que a tua irmã estivesse ainda magoada pela morte do marido e de descarregar toda a sua raiva em ti, como se tu fosses o inimigo...a culpa foi dela, foi a mente dela...tens de parar de ter medo dela Kisshu ou vais viver para sempre na sombra dela, eu sei que não queres perder o único membro que te resta mas...ela quer que tu tenhas medo dela porque a faz sentir superior a ti...ela é que quer que tu te sintas culpado pelo que aconteceu quando não é verdade..." disse Ichigo enquanto tomava a mão de Kisshu, este olhava para ela durante algum tempo e depois olhou para baixo.



"Eu adoro a minha irmã e a minha sobrinha mais do que tudo...mas não sei por quanto mais tempo vou conseguir aguentar isto..."



"Não tens de aguentar mais isto Kisshu...só tens de te opor às 'ordens' dela eu sei que és capaz! Afinal oposeste-te às ordens do Deep Blue não foi? Tenta falar com ela, tenta abrir-lhe os olhos e fazer com que ela perceba que tu continuas a ser o irmãozinho dela e não um boneco..."



"S-Suponho que deva tentar..."



"Óptimo agora vamos mudar de assunto está bem? Já chega de desabafos deprimentes por hoje" Kisshu sorriu e assentiu, ambos se aperceberam o quão perto estavam um do outro e ambos coraram.



"Hum...desculpa...a-acho que devia ir andando..." disse Kisshu ao levantar-se do seu lugar e pegar Selena ao colo, Ichigo levantou-se também e olhou para ele, ele estava a segurar na pequena e pronto para partir.



"Hum...Kisshu"



"Sim, Koneko-chan?"



"Isto...isto pode soar rude e estúpido mas...eu quero..."



"Queres o quê?"



"S-Só se quiseres é claro...mas quero dar-te uma oportunidade Kish, a oportunidade que nunca te dei...mas já devo ir um pouco tarde agora..." Kisshu ficou a olhar para ela sem saber o que dizer, ela queria dar-lhe uma oportunidade? Depois desde tempo todo, ela estava finalmente a dar-lhe uma oportunidade?



"Na verdade...ainda não é tarde gatinha...os meus sentimentos por ti não mudaram nem um pouco e eu vou dar-te uma segunda oportunidade..." disse ele, Ichigo corou surpreendida, depois de tudo o que ela lhe tinha feito, ele estava a dar-lhe uma segunda oportunidade! Ambos estavam a dar uma oportunidade ao outro...a mew rosa sorriu e aproximou-se dele, inclinou-se para a frente e deu-lhe um suave beijinho nos lábios



"Então vejo-te amanhã depois do meu turno no café" disse ela, Kisshu estava ligeiramente vermelho pelo facto de ela o ter beijado mesmo que tenha sido um ligeiro beijo, significava muito para ele, afinal ela tinha-o finalmente beijado!



"Está bem, Koneko-chan! Boa noite!" e com isso ele desapareceu do quarto da gatinha, estava novamente sozinha mas desta vez não se sentia triste mas muito feliz



Kisshu teletransportou-se de volta à sua nave onde Pai e Taruto se encontravam, os dois estavam na sala de controlos e antes de ele entrar para o seu quarto, virou-se para os seus dois amigos



"Ela já está cá?"



"Estás apenas uns segundos atrasado" respondeu Pai, Kisshu assentiu e entrou no quarto com a pequena Selena a dormir nos seus braços, tal como Pai tinha dito Amethyst já se encontrava no seu quarto.



"Já estou aqui..." disse ele, Amethyst olhou para ele com o sorriso falso na cara que ele não retribuiu, ele manteve aquela expressão séria enquanto colocava a criança nos braços da mãe.



"Espero que nada lhe tenha acontecido" começou por dizer Amethyst, Kisshu olhou para ela sério e cruzou os braços



"Eu disse que nada ia acontecer-lhe, não disse?"



"Se o dizes talvez a devesse deixar cá e ela passava mais um dia contigo"



"Não"



"Desculpa?"



"Ouviste-me Amethyst...estou farto de brincar às amas-secas com a Selena, também tenho a minha vida agora que a missão acabou, gostaria muito de passar outro dia com ela mas apenas com um aviso de antecedência, estou farto que venhas deixar aqui só porque te apetece, ela é a tua filha e eu não sou a ama-seca dela, não gosto de ser forçado a tomar conta dela só porque não te apetece aturar a TUA própria filha. Agora se não te importas, vai-te embora que eu quero dormir"



Amethyst esteve em silêncio o tempo todo mas olhava para ele zangada, Kisshu não virou azul ou assustou-se como na noite passada, ele manteve os braços cruzados e a sua expressão séria enquanto esperava que a sua irmã saisse do quarto e nave. Vendo que ele não ia voltar atrás na sua palavra, Amethyst deixou o quarto mas antes de sair Kisshu ainda lhe disse uma coisa



"Amethyst...eu já não tenho medo de ti...as coisas não teriam de ter chegado a este extremo mas foste tu que assim o quiseste..." e com essas palavras ditas Kisshu fechou a porta do seu quarto, no fundo ele estava completamente despedaçado por ter tratado a própria irmã daquela maneira...mas ele não conseguia aguentar muito mais ser tratado daquela maneira pelo o único membro da sua família que lhe restava, ele já não aguentava ter medo dela, ele não aguentava ser tratado como se fosse o seu escravo...



"Foi melhor assim..." murmurou ele ao deitar-se na cama...



FIM



Espero que gostem ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dieua.deviantart.com
 
Fanfic - Babystting é DIFÍCIL
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» FANFIC - Namorando meu Ídolo
» FANFIC - Laranjas
» FANFIC - Still You
» FANFIC - My Lovely Stepmother ?
» FANFIC - My Lovely Stepmother - Comentários

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Tokyo Mew Mew Portugal :: Outros :: Fanarts e Fanfics :: Fanfics-
Ir para: